Covid-19 Notas

Quando um forno de pão vira forno de cabrito e de robalo

Diz-se que os períodos de crise são óptimos momentos para as pessoas e os negócios se reinventarem. É o que acontece com Marta Figueiredo que nos fins de semana de recolher obrigatório vai aproveitar seu o forno da Terrapão, em Arroios, para assar cabrito e robalo envolvido em massa de “sourdough” para levar. A ideia não é propriamente nova, como nos conta a proprietária e chefe do espaço (e também do restaurante Estrela da Bica): “quando abrimos a Terrapão no final de 2018 já tinha isto em mente. Desenhamos inclusive o forno já́ com um dos lares (pisos) mais alto precisamente para caberem cabritos inteiros, leitões, etc. ”

Na altura a ideia era oferecer comida de forno aos domingos ao almoço na mesa comunitária (que actualmente está do lado de dentro do mercado), porém essa ideia nunca chegou a ser concretizada. Até agora. “E mais uma vez nesta pandemia, que nos obriga já demasiadas vezes a parar,  resolvemos pôr em prática essa ideia antiga”.  

Deste modo, nos dois próximos fins de semana, com técnica da Estrela da Bica e meios da Terrapão, Marta Figueiredo vai utilizar o forno deste último lugar para confeccionar “comida de conforto para take away e entrega”.

Mas… e o pão, deixa de haver? Ou havendo, não vai ficar a cheirar a peixe? Marta diz que não. “Em nada a produção do pão será afectada”, garante.

Co-autor do Mesa Marcada. Escreve sobre gastronomia no Público, Revista de Vinhos (crítica gastronómica) e em títulos internacionais como Cook Inc (Itália), Eater.com (EUA) e Gula (Brasil). É autor do livro “Lisboa à Mesa - Guia onde Comer. Onde Comprar”, com edições em português, inglês e espanhol (na Planeta).

1 comment on “Quando um forno de pão vira forno de cabrito e de robalo

%d bloggers like this: