Notas prémios

Craveiral Farm Table vence Prémio Especial Studioneves Sustentabilidade 2021

Integrado no Craveiral Farmhouse um hotel de turismo da natureza na costa alentejana, o Craveiral FarmTable é um projecto idealizado em colaboração com o chef Alexandre Silva que ali implementou um conceito gastronómico “da horta para a mesa”, em que 70% dos ingredientes provêm da horta e do pomar da propriedade e os restantes 30% de produtores da região de Odemira.

Contudo, esta foi apenas uma característica que ajudou o restaurante a vencer Prémio Especial Studioneves Sustentabilidade 2021, no âmbito dos prémios anuais do Mesa Marcada. O projecto que os levou a alcançar o galardão é mais amplo e contém “uma lista de práticas bastante extensa, o que mostra comprometimento real com o tema”, refere Luiz Rielli, que com Pedro Scaramuzza formam a Grab a Doughnut, a consultora técnica internacional especializada em sustentabilidade, mais uma vez responsável pela concepção, implementação e avaliação do prémio – que muito deve, também, ao empenho e patrocínio dos ceramistas de autor Studioneves

Segundo a consultora, que visitou todos os candidatos que chegaram à shortlist, esse conjunto de práticas divide-se em três áreas: Infraestruturas, Social e Economia Circular. 

Em termos de infraestruturas, por exemplo, as acções sustentáveis do lugar passam pela produção de energia eléctrica e aquecimento das águas através de painéis fotovoltaicos/solares, recolha e reutilização de águas pluviais e tratamento e reutilização de águas cinzentas e negras. Os avaliadores destacam ainda o baixo índice de construção (4%), a eliminação de infestastes, a plantação de espécies autóctones, a utilização de veículos elétricos e a adjudicação de um compostor industrial de modo a que o todo o lixo orgânico venha a ser reutilizado (actualmente parte é utilizado para compostagem e alimentação dos animais, mas uma parte ainda vai parar às lixeiras). 

A nível Social destacam-se condutas como a integração nos quadros de pessoas com dificuldades cognitivas, o apoio a instituições locais e um esforço para manter a maior parte dos trabalhadores durante o ano inteiro (mesmo durante a pandemia).

Por fim, a nível de Economia Circular, a aplicação do conceito de proximidade (com peixes e carnes a virem da lota e de talhos locais), uma prática de km 0 real “da horta para a mesa” com a utilização de produtos hortofrutícolas da propriedade; produção de cerveja, kombuchas, e ovos (com a integração do malte da cerveja na alimentação das galinhas, num futuro próximo) e preservação de hortícolas da horta para utilização futuras em fermentados, secagem, etc.  

Tal como aconteceu na edição passada, além do vencedor, a organização achou por bem atribuir ainda Menções Honrosas a três projectos:

Ao SEM (Lisboa), de Lara Espírito Santo e George Mcload, destacado como um lugar “com uma visão que contribui com uma gastronomia que não é só sustentável, mas também regenerativa” e “que consegue elevar a preocupação com sua operação para o nível mais alto, superando as barreiras e desafios que tem um restaurante urbano e entendendo como isso influencia não só os seus pontos de operação, mas também a gastronomia”.

Ao Vale Abraão – Six Senses (Douro): “o Six Senses traz o peso esperado de uma grande organização com compromisso de sustentabilidade, com pessoas na liderança que compartilham essa visão, como o chefe Marc Lores”, refere a consultora no seu relatório que menciona ainda o caso apresentado “que destaca as melhorias baseadas na pandemia e no entendimento de como sua operação pode fazer parte de um sistema maior e com impacto mais positivo”. 

A terceira menção honrosa foi para o Sem Porta – Sublime Comporta, pela visão sustentável evidente nas “medidas tomadas no dia a dia e como isso pode ser controlado para seguir evoluindo com o tempo”. Foi ainda destacado “o compromisso com certificação e na escolha de parceiros/fornecedores que partilhem as práticas”.

Depois de uma primeira edição do Prémio Especial Studioneves Sustentabilidade em que se avaliou, com um objectivo mais didático, o empenho e o comprometimento com o tema, nesta segunda edição quisemos elevar o nível aumentando a exigência. Deste modo, os concorrentes que chegaram à fase final foram convidados a apresentarem documentos e a receberem um técnico da organização de forma a comprovarem as suas práticas. Da análise de todos os pontos de avaliação saiu então como vencedor o o Craveiral Farm Table que sucede o Restaurante do Esporão, galardoado no ano passado.

Como é sabido, este prémio faz parte dos dos prémios anuais “Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada” cujos resultados globais serão anunciados no próximo dia 12, às 17.30h numa cerimónia virtual que poderá ser assistida em streaming directo neste site. 

Posts Relacionados: 

. Farinhas Paulino Horta vence Prémio Maria José Macedo – Produtor do Ano 2021

Miguel Castro e Silva é o vencedor do Prémio Especial Cutipol Carreira 2021

%d bloggers like this: