Notas Restaurantes

Vincent Farges com sabores da Provença – e sem grande crença no “Pai Costa” e no “Avô Marcelo”

O chefe do Epur, um dos melhores restaurantes de fine dining do país, foi o primeiro com uma estrela Michelin a aderir ao take away, ainda estávamos no primeiro confinamento. Tal como aconteceu com a generalidade do sector, a chegada o novo lockdown, que ainda perdura, foi mais um murro no estômago. Ainda assim, ainda não foi desta que Vincent Farges atirou a toalha ao chão.

De facto, o chefe francês, radicado em Portugal há bastantes anos, tem demonstrado resiliência procurando levar todas as semanas a casa dos seus clientes um pouco da essência do seu restaurante lisboeta.

Desta vez, a proposta de Vincet Farges passa por uma viagem à cozinha da Provença, num menu especial que estará disponível apenas no próximo Sábado, dia 6 de Março.

O menu, que custará 55€ (para duas pessoas), é composto por  “fougasse” tradicional, caviar d’aubergines (caviar de beringelas), soupe au pistou (sopa com pesto de manjericão), daube d’agneau aux olives (guisado de borrego com azeitonas) e crème brûlée à la lavande (creme queimado com alfazema).

As encomendas poderão ser efectuadas até às 17h desta quinta-feira, 4 de Março, através do email, encomendas@vincentfarges.com, e os pratos levantados no restaurante no próprio dia (6 de Março), entre as 12h e as 13h. Há a possibilidade de entrega em Cascais, Estoril e Oeiras – entre as 14h e as 16h – mediante uma taxa de 15€.

“Quis mudar um pouco a oferta, dar uma nova onda talvez!”, começou por contar Vincent Farges, ao Mesa Marcada.  “Pensei em fazer fins‑de‑semana temáticos. O primeiro é de sabores da Provença pois, é uma cozinha que eu gosto. A oferta conta com três pequenas entradas para partilhar, um prato de carne (famoso na região de Sisteron) e uma sobremesa que leva alfazema…quem nunca sonhou de ver os campos de alfazema na Provence!?”, questiona o francês. Vincent falou-nos ainda da sua ligação à região. “Eu vivi e trabalhei alguns anos no início da minha careira na Provence e sempre adorei essa região”.

O Chefe do Epur já tem outros menus pensados para as semanas seguintes. “Existirão outros temas, cada um diferente do outro: “fusion food worldwide”, “vegetariano power!”, “Sabores da primavera (20 de março) – com um destaque para o dia do pai, talvez – “bistromania” e “Páscoa em casa”.

Aproveitámos ainda para perguntar como tem corrido o take away e se acredita na reabertura dos restaurantes antes da Páscoa. No primeiro caso, Vincent refere estar calmo: “nada rentável, mas ajuda sempre”. Já quanto à segunda questão, mostra ainda não ter perdido o humor: “Abertura antes da Páscoa….ainda acreditas no Pai Natal? Já não acredito em nada…nem no Pai Costa, nem no Avó Marcelo!”

Co-autor do Mesa Marcada. Escreve sobre gastronomia no Público, Revista de Vinhos (crítica gastronómica) e em títulos internacionais como Cook Inc (Itália), Eater.com (EUA) e Gula (Brasil). É autor do livro “Lisboa à Mesa - Guia onde Comer. Onde Comprar”, com edições em português, inglês e espanhol (na Planeta).

%d bloggers like this: