Covid-19 Notas

Pandemia adia de novo Chefe Cozinheiro do Ano 2020

Ainda não é desta que se vai saber quem vai ser o Chefe Cozinheiro do Ano 2020, cuja final, prevista para amanhã, foi mais uma vez adiada. As Edições do Gosto e a FIL, entidade anfitriã do conhecido concurso, que se realiza desde 1990, não anunciaram nova data, deixando-a para quando puder ser realizado de forma mais completa e não com as restrições a que actualmente a pandemia obriga.

Pelo menos, o Fórum Pensar Cozinha, que se realiza exclusivamente online, vai manter-se para amanhã, entre as 14h e as 19h, tendo vários convidados do sector como Pedro Monteiro (Musa), Rita Santos (Comida Independente), André Lança Cordeiro (Essencial), Miguel Peres (Reco Reco e Pigmeu), Miyuki Kano (O Brioche da Miyuki), João d’Eça Lima (Xisto), Filipe Ramalho (Páteo Real), Marlene Vieira (Zunzum), Nuno Faria (Grupo 100 Maneiras), Tânia Durão (Atrevo), Rodrigo Castelo (Taberna Ó Balcão) ou Rui Silvestre (Vistas). O principal tema a abordar será a “Cozinha Colaborativa” e pode ser acompanhado através do site www.chefecozinheirodoano.pt ou nas páginas das redes sociais das Edições do Gosto.

Nasceu em Lisboa em 1963. Licenciou-se em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa e trabalhou em diversos jornais (Semanário, Diário Popular e Diário de Lisboa) e, depois, na área de comunicação empresarial. Em 1997, começou a colaborar com a revista “Fortuna” na área de gastronomia e vinhos. Em 1999, criou a página “Boa Vida” para o “Diário de Notícias”, que coordenou até Janeiro de 2009, com algumas interrupções. Entre 2007 e 2019, foi coordenador do Projecto Gastronomia da Associação de Turismo de Lisboa e, nesse âmbito, director do festival gastronómico Peixe em Lisboa, continuando a escrever artigos sobre gastronomia e restaurantes em várias publicações.

%d bloggers like this: