Notas

Já se sabe o que comer no Chefs On Fire. E há muitas opções vegetarianas

Quem no fim de semana de 18 e 19 de Setembro se deslocar ao espaço da FIARTIL, em Cascais, mesmo ao lado do Casino Estoril, para visitar a terceira edição do Chefs On Fire, evento em que 14 conhecidos chefes portugueses, sobretudo a trabalhar na região de Lisboa, cozinham numa enorme fogueira, já sabe os pratos que poderá encontrar (ver lista abaixo). De destacar que cada um dos chefes inclui uma opção vegetariana, bem de acordo com as tendências actuais. Tudo para ser acompanhado por actuações de 10 bandas de música, também elas bem conhecidas do público (ver lista e horários no final do texto).

Segundo a organização, quem comprou bilhete para a edição do ano passado, adiada devido à pandemia, pode usá-lo nesta edição, sem necessidade de proceder a trocas. Os que ainda não têm bilhete, podem comprá-los nas plataformas habituais e têm uma boa razão para se apressarem, já que, de acordo com a mesma fonte, só restam cerca de 1000 lugares disponíveis (para cumprir as regras actuais, a lotação do espaço foi reduzida em 50%). Cada bilhete diário custa 95€ e o passe de dois dias custa 170€ por adulto. Cada bilhete inclui 10 doses de comida, cinco bebidas e cinco concertos, para um dia completo de actividades dentro do recinto (nos passes de dois dias, a oferta é igual por cada um dos dias). Existe também o bilhete diário de criança, no valor de 25€, que inclui cinco doses de comida, três bebidas e cinco concertos. Cinco euros de cada bilhete vendido revertem para o movimento “Cozinha Solidária”, criado pelo Corpo de Bombeiros Voluntários do Estoril, parceiro do evento, focado na preparação de 50 refeições diárias para “aqueles que carecem de mais apoio, sobretudo após a destruição de negócios familiares no Estoril – Cascais”. 

Dia 18 de Setembro 

DIOGO NORONHA (Foodriders) 

1. Tacos Arabe de Pollo, salsa verde de aguacate, salsa taquera, hinojo, rábano y cilantro 

2. Berinjela na brasa, creme de caju fermentado, cebolinho e cracker de cacau e sementes de cânhamo 

GIL FERNANDES (Fortaleza do Guincho)

1. Mão de vaca do mar (barrigas de peixe) 

2. Beringela, ameixa, trigo sarraceno 

HUGO CANDEIAS (The Artgate; Ofício) 

1. Barriga de porco estilo mexicano (cochinita pibil)

2. Sandes de cogumelos na brasa 

MARLENE VIEIRA (Zunzum) 

1. Polvo na brasa, chouriço, batata-doce e vegetais 

2. Tiborna com legumes assados, requeijão de ovelha e ervas 

MIGUEL LAFFAN (Hotel Torre de Palma)

1. Taco de sardinha, limão e curcuma 

2. Taco de queijo fresco, limão e curcuma 

RODRIGO CASTELO (Taberna Ó Balcão)

1. Minhota grelhada

2. Bimis e alho francês 

TELMO MOUTINHO (Padaria da Esquina) 

1. Pêssego grelhado, limão e açafrão 

2. Brócolos e maracujá tostado 

Dia 19 de Setembro 

ALEXANDRE SILVA (Loco, Fogo) 

1. Cabrito estonado, couve e coentros

2. Taco de beterraba, algas e malagueta 

ANTÓNIO GALAPITO (Prado)

 1. Leitões 

2. Pleurotos, massa de pimentão e trigo sarraceno 

CARLOS AFONSO (O Frade) 

1. Hot dog de Atum, chicharron e maionese de alho negro

2. Gaspacho de legumes grelhados 

VÍTOR ADÃO (Plano) 

1. Truta de Boticas, batata kenebec e hortelã da ribeira 

2. Brócolos fumados, batata-doce de Aljezur creme de lima, molho de gengibre e Togarashi 

LUÍS GASPAR (Sala de Corte) 

1. Minhota Maturada, puré de aipo assado e jus de cogumelos 

2. Couve-flor na brasa, romesco de tomate e avelã com óleo de salsa. 

MICHELE MARQUES (Gadanha) 

1. Pernas de Borrego de churrasco Gaúcho

2. Sopa fria de vegetais e granita de ervas 

DIOGO LOPES (Chefe Pastelaria – Cura) 

1. Confit beterraba e lima, figos pingo de mel grelhados, creme e óleo de folha de figueira 

2. Bolo de milho, milho assado com noisette, namelaka, crocante de milho e paprika fumada 

Quanto a música, o programa é o seguinte: Dia 18 de Setembro: Miramar (14h), seguido de The Legendary Tigerman (16h), Noiserv (18h), Benjamin (às 20h) e Dino D’Santiago (22h). A 19 de setembro: Rita Redshoes (14h), seguida de Samuel Úria (16h), Manel Cruz (18h), Cais do Sodré Funk Connection (20h) e, a terminar o festival, Clã. 

Nasceu em Lisboa em 1963. Licenciou-se em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa e trabalhou em diversos jornais (Semanário, Diário Popular e Diário de Lisboa) e, depois, na área de comunicação empresarial. Em 1997, começou a colaborar com a revista “Fortuna” na área de gastronomia e vinhos. Em 1999, criou a página “Boa Vida” para o “Diário de Notícias”, que coordenou até Janeiro de 2009, com algumas interrupções. Entre 2007 e 2019, foi coordenador do Projecto Gastronomia da Associação de Turismo de Lisboa e, nesse âmbito, director do festival gastronómico Peixe em Lisboa, continuando a escrever artigos sobre gastronomia e restaurantes em várias publicações.

0 comments on “Já se sabe o que comer no Chefs On Fire. E há muitas opções vegetarianas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: