Notas

Finalmente, 3 estrelas Michelin para o Noma 

“O aparentemente impossível aconteceu”, foi assim que o restaurante Noma, em Copenhaga (Dinamarca), reagiu ao anúncio da conquista da terceira estrela Michelin. Depois de anos a fio a ignorar aquele que foi (é) para muitos, o mais influente, inovador e inspirador restaurante do mundo, o guia vermelho lá deixou de fazer pirraça e elevou o estatuto do Noma de duas para três estrelas.

O momento histórico para os fãs do restaurante nórdico e do seu chef René Redzepi aconteceu esta segunda-feira à noite, em Oslo, quando foi anunciado o Guia Michelin Países Nórdicos 2021.

Além do Noma, também o Maemo, na sua nova localização, em Oslo, reconquistou o título máximo, juntando-se assim ao Geranium (Copenhaga) que já detinha tal comenda. Além dos dois novos 3 estrelas, foram anunciados ainda 2 novos duas estrelas e 9 novos uma estrela. 

O guia vermelho parece mesmo ter caído de amores por Redzepi, dado ter-lhe atribuído, também, o Prémio Michelin Chef Mentor, como reconhecimento à enorme influência que teve nos muitos chefs que passaram pela sua cozinha. 

Este duplo prémio foi recebido pelo chef dinamarquês com entusiasmo, como se pode ler no post que publicou no Instagram:

“Acabamos de receber a notícia de que o Noma foi premiado com três estrelas Michelin.

Esta é uma das montanhas mais altas do mundo da restauração. Os meus primeiros pensamentos quando ouvi a notícia foram para todas as pessoas que passaram pelo Noma nos últimos 18 anos: as centenas de cozinheiros e pessoal de sala, estagiários e copeiros que foram peças essenciais neste puzzle louco que criámos.

E, claro, esta notícia é um reflexo directo da nossa extraordinária equipa que trabalha aqui hoje. Alguns dos humanos mais famintos, talentosos e dedicados que já tive o prazer de conhecer. Acabámos de encerrar a temporada de Verão, então a equipa está espalhada pelo mundo, aproveitando o seu merecido tempo de folga, mas quero que todos saibam o quão especial vocês realmente são. Por favor, aproveitem este momento, onde quer que estejam. Nós conseguimos!!

Por mais que eu ame essas três estrelas, a única estrela de que realmente precisamos é aquela com a qual acordamos todas as manhãs. Amanhã será muito mais brilhante para mim e para toda a família Noma. Nestes tempos estranhos e desafiadores, todos devemos nos deleitar com qualquer luz que pudermos encontrar”.

Co-autor do Mesa Marcada. Escreve sobre gastronomia no Público, Revista de Vinhos (crítica gastronómica) e em títulos internacionais como Cook Inc (Itália), Eater.com (EUA) e Gula (Brasil). É autor do livro “Lisboa à Mesa - Guia onde Comer. Onde Comprar”, com edições em português, inglês e espanhol (na Planeta).

0 comments on “Finalmente, 3 estrelas Michelin para o Noma 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: