Beber prémios

Os nomeados para o Prémio Especial Acqua Panna/S. Pellegrino Escanção do Ano 2021 são…

É aceitável que em certos conceitos da restauração mais simples se possa prescindir de ter um escanção, no dia a dia, na equipa de sala. Porém, achar que um profissional nessa área é um luxo desnecessário num restaurante com outras aspirações, é um erro cada vez menos usual.  

O bom escanção dos dias de hoje é aquele que além de mostrar aptidões naturais e conhecimento académico (ao nível de vinhos, de gestão, de hospitalidade, etc), mantém um espírito aberto, curiosidade elevada e a noção que o seu percurso é uma aprendizagem contínua. Um sommelier que se distingue dos demais deve ter conhecimento sobre métodos de viticultura e de vinificação (para perceber porque é que um determinado vinho resulta desta ou daquela maneira) e, quando possível, deve sair do restaurante e visitar os produtores no terreno, provar com eles, perceber como elaboram os vinhos e como cuidam na vinha. 

Já no serviço, ele não é apenas aquele que dá as explicações certas, procura saber o que o cliente gosta, ou consegue justificar porque é que este vinho (ou outra bebida) vai melhor com este ou aquele prato. Ele é, também, o profissional de sala que sabe ler o cliente, que percebe em que ocasiões pode ser mais ou menos extenso nas explicações, que o desafia (quando vê que há abertura para tal) e que quando é desafiado vê isso como um estímulo e não como um incómodo.  

Se há muitos clientes que vão a um restaurante pela comida, também há os que frequentam pelo vinho e pela forma como são atendidos, nomeadamente nesta área. O Prémio Especial Acqua Panna/S. Pellegrino Escanção do Ano é mais uma iniciativa no âmbito dos prémios do Mesa Marcada no sentido de valorizar e dignificar de uma forma mais abrangente as actividades ligadas à gastronomia e à restauração.

Os nomeados para receber a distinção foram os que receberam maior número de votos do painel de um júri restrito, que teve este ano 37 votantes, composto em grande parte por escanções, mas que incluiu, também, jornalistas, clientes, produtores e outros profissionais ligados aos vinhos e à restauração. São eles, a saber: 

Alejandro Chávarro (Arkhe), Daniel Silva (Essencial), Marc Davidson (Senhor Uva), Nádia Desidério (Belcanto) e Ricardo Rodrigues (Ocean).

Para conhecer quem sucederá André Figuinha (Feitoria) e Marc Pinto (Fifty Seconds), vencedores das edições anteriores, bem como os restantes prémios, deverá acompanhar a cerimónia virtual, como transmissão em streaming, aqui, no Mesa Marcada, já nesta próxima quarta-feira, dia 12 de Janeiro, a partir das 17.30h.

Posts Relacionados:

. E os nomeados para o Prémio Especial Chefe de Pastelaria do Ano 2021 são…

. E os nomeados para o Prémio Especial Restaurante Clássico do Ano 2021 são…

. E os nomeados para o Prémio Especial Graham’s Restaurante Novo do Ano 2021 são…

E os nomeados para o Prémio Especial Makro Chefe Revelação do Ano 2021 são…

E os nomeados para o Prémio Especial Estrella Damm Destaque do Ano 2021 são…

E os nomeados para o Prémio Especial Bom Sucesso Loja Gastronómica 2021 são…

E os nomeados para o Prémio Especial César Castro Mesa Diária 2021 são…

Craveiral Farm Table vence Prémio Especial Studioneves Sustentabilidade 2021

Farinhas Paulino Horta vence Prémio Maria José Macedo – Produtor do Ano 2021

Miguel Castro e Silva é o vencedor do Prémio Especial Cutipol Carreira 2021

%d bloggers like this: